Silvaney Sauer Walter

Não se perca no tempo, hoje é  
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017  

MAIO

A IDENTIDADE DE UM POVO RESIDE NA SUA HISTÓRIA, ESQUECÊ-LA É COMO IGNORAR A PRÓPRIA ALMA.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Centro de Campo Mourão em 1960. Em maio desse ano  a cidade não tinha ainda asfalto, seu prefeito era Antônio Teodoro de Oliveira, já havia uma biblioteca nas dependências da Prefeitura (prédio antigo, de madeira), havia 04 instituições bancárias, correio, um clube social, 02 cinemas (Mourão e Império) e uma emissora de rádio (Difusora Colméia) que tocava os maiores sucessos de então: “Creia”, com Osmar Navarro, “Oração de Amor”,  com Luís Cláudio, “Marcianita” , com Sérgio Murilo e “Banho de Lua”, com Celly Campelo.

 

1994
Em 15 de maio deixa de funcionar o Cine Plaza de Campo Mourão.  O último filme exibido foi “O Anjo Malvado”. Era o último cinema da região que ainda estava aberto.  Com mais de 1500 lugares foi inaugurado em 1964, deixando de funcionar em 1966 por seis meses devido a um grande incêndio. Campo Mourão teve também o Cine Mourão, que funcionou de 1952 a 1964, o Cine Império de 1955 a 1974 e o Cine Argus, no Lar Paraná,  entre 1966 e 1967


O piloto brasileiro de Fórmula Um Ayrton Senna morre em pleno Grande Prêmio de San Marino, na Itália, quando perdeu o controle de sua Williams, aparentemente por quebra da barra de direção e bateu a mais de 200 km/ h na curva Tamburello.

1992
Rádio Musical FM começa a transmitir em caráter experimental. É a quarta emissora de rádio a funcionar em Campo Mourão


Pedro Collor  começa a disparar denúncias contra o seu irmão, o presidente Fernando Collor. Sua mãe, Leda Collor o afasta da direção das empresas da família, em Alagoas.

1990

Ângela Maria, 62, a mais popular cantora brasileira de todos os tempos,  apresenta-se no Clube Mourãoense,  no Baile das Rosas.  A foto acima é dos áureos tempos da cantora, quando capa da revista "O Cruzeiro", em março de 1959.


“Pensa em Mim” com a dupla sertaneja Leandro e Leonardo é a música mais executadas nas rádios de todo o país. Virou uma espécie de trilha-sonora do inesquecível governo Collor, principalmente pelo fato da dupla apoiar o presidente até seus últimos instantes, assim como Chitãozinho e Xororó. Curioso que não foram banidos da mídia como Os Incríveis, Dom e Ravel e Wilson Simonal nos anos 70, depois de flertarem com  o inflexível  governo Médici.

1975
Idevalci Ferreira Maia, o professor Idê, chega a Campo Mourão para implantar em definitivo um projeto de handebol, esporte até então praticamente desconhecido na cidade.



Elvis Presley, o maior ídolo popular  da cultura norte-americana, estava com 40 anos e já figurava no Guiness como o maior vendedor de discos de todos os tempos -mais de 400 milhões – e freqüentava mais uma vez as paradas de sucesso em todo o mundo : “My Boy”.

1974

O Prefeito Renato Fernandes Silva se licencia por 20 dias para visitar o Japão, assumindo o vice Íris Mazzuchetti (foto).



O Cantor grego Demmis Roussos apresenta-se no Brasil.

1970

Enquanto a jovem Elizabeth Frossard era eleita Miss Campo Mourão, o cantor e ídolo da Jovem Guarda Antônio Marcos apresentava-se no Cine Plaza. Ele estava no auge de seu sucesso com os  cinemas do Rio e de São Paulo exibindo  “Pais Quadrados, Filhos Avançados”, interpretado pelo mesmo, e estava nas paradas de sucesso  com “Se Eu Pudesse Conversar com Deus” e “Menina de Trança”. E já namorava a cantora Vanusa.



A Seleção Brasileira de futebol já se encontrava no México para a Copa que se iniciaria no próximo mês, e na revista “Placar” n. 10  o ex-técnico João Saldanha acreditava no favoritismo da seleção inglesa.

1969
Em 08 de Maio é fundado o Rotary Club de Campo Mourão.



“Copacabana Me Engana”, com Odete Lara, Carlo Mossy e Cláudio Marzo era um dos filmes brasileiros em cartaz na época.

1968

Em maio de 1968 O novo Ginásio João de Oliveira Gomes começa a funcionar, ainda sem ser inaugurado oficialmente. Estadualizado em 1960 e ministrando desde 1966, o Ensino Secundário de 1. e 2. Ciclo, o Ginásio ainda funcionava em prédio particular, construído por Ephigênio José Carneiro em 1955, próximo ao Lar Paraná. Desde 1963 seu diretor era o Professor Egydio Martelo. Sua inauguração oficial se daria no mesmo ano, no aniversário da cidade, quando da visita do então governador Paulo Pimentel.Em 29 de maio, quando o professor Egydio Martelo completava 38 anos , recebeu de presente, dos estudantes e comunidade, em praça pública, um fusca (repetindo-se o que havia sido feito no ano anterior com o ex-prefeito Milton Luiz Pereira) . Na mesma data, em solenidade da Câmara Municipal, foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Campo Mourão.

P.S.  Um e-mail enviado por uma leitora de São Paulo que morou em Campo Mourão nos anos 50 e 60 nos lembra que o Professor Martelo não sabia dirigir e tomava aulas no pátio do colégio (que era vazio) com o saudoso professor Nicon Copko.



O "Brasa" Roberto Carlos, 27, casa-se com Nice na Bolívia. Nesta época Roberto era primeiro lugar nas paradas de Long Play,Compacto Duplo e Compacto Simples.  
-"Roberto Carlos em Ritmo de Aventura" (LP),
-"Quando" (CD)  
-"Canzone Per Te" (CS)

1965

Grupo de mourãoenses desloca-se para Maringá para assistir a uma exibição do Santos de Pelé. O rei marcou dois gols, e o bicampeão mundial venceu o Grêmio de Maringá pelo incrível placar de 11 x 1.

-Na cidade vizinha de Peabiru era reinaugurado o Cine Vera, o mais antigo cinema da região.  Em funcionamento desde o final de 1949, agora estava com dois pavimentos e 600 lugares. Nessa época também eram comum mourãoenses irem a Peabiru assistirem a um filme no cinema.



John Wayne, o astro mais popular do cinema norte-americano, tinha 58 anos e estava vencendo o câncer, como mostrava a revista “Life”.

1964
- Mudanças  após a “Revolução de 31 de Março” alteram o quadro político em Campo Mourão: A Câmara de Vereadores elege Rosalino Salvadori como Vice-Prefeito de Milton Luiz Pereira e Getúlio Ferrari como Presidente da Câmara.

- No sábado dia 30 é ínaugurada a Igreja N.S. do Caravággio, no Lar Paraná.



O cantor e ídolo da juventude Demétrius era sucesso nas paradas com o “Ritmo da Chuva”

1956
Instalada a Coletoria Federal em Campo Mourão. O primeiro Corretor seria o sr. Miguel Gean.



Propaganda da época, dos Cigarros Lincoln, que podia ser adquirido em Campo Mourão no Bar dos Lavradores, de João Inocente de Souza ou no Bar e Churrascaria Predileta, de Constante Gelinski.

1954

Morria  aos 52 anos o líder  político da cidade Francisco F. Albuquerque. Ele estava em Curitiba, numa convenção, quando foi baleado por acidente, dentro de um ônibus.
Também em maio de 1954 voltava  a circular o jornal “Correio de Campo Mourão”, de Nelson Bittencourt do Prado, que havia existido entre 1951 e 1952.



Bing Crosby,  completava 50 anos. Era o mais popular cantor norte-americano, recordista de vendas nos anos 30 e 40. Até hoje, acredita-se que só foi ultrapassado por Elvis Presley e pelos Beatles

1951

Alfredo Ferrari e família chegam a Campo Mourão, vindos de Carazinho-RS.



Capa da revista americana “Glamorous Models” em seu número de maio de 1951. “Sereia de Copacabana”, com Jorge Goulart era uma das canções mais executadas nas rádios do Brasil.

1949
O Bioquímico alemão Karl Boenig (Dr. Carlos), 51, volta para a zona urbana  de Campo Mourão. Esteve por alguns anos no início dos anos 40 na pensão de Anita Albuquerque.  Agora, casado com Laura de Paula Xavier, 24, e com o menino Cláudio de Paula Xavier,03. Eles estavam residindo há três anos em Mamborê. O Dr. Carlos como era conhecido,  havia salvo muitas pessoas que eram mordidas por cobras cascavéis, pois ele produzia o soro em casa, matando as venenosas que encontrava na hoje região central da cidade.


Era criada a República Federal da Alemanha, com capital em Bonn. Das cinzas da Alemanha nazista começava a se formar um novo país, que seria conhecido como Alemanha Ocidental.

No Brasil, “A Saudade Mata a Gente” , na interpretação de Dick Farney, era uma das canções mais executadas nas emissoras de rádio.

1944
Jose Luiz Arana, 20, único fotógrafo de Campo Mourão na época, casa-se com Halina Zaleski, filha de Eugênio e Sofia Zaleski.



Hitler autorizava a  retirada total alemã da URSS. Ao invés de atacar, a Alemanha começava a se defender. No Brasil, pelas ondas curtas da Rádio Nacional podia-se ouvir o popular programa de calouros “A Hora do Pato”

1941
Miguel Scharan, 38, é nomeado pelo Interventor Manoel Ribas Juiz de Paz de Campo Mourão, pelo decreto 11.441


Estreava nos EUA o filme “Cidadão Kane”, de Orson Welles, que seria aclamado pela crítica como o melhor já feito.

No Brasil, “Súplica” , com Orlando Silva e “A Dama das Camélias” , com Francisco Alves, eram as músicas mais executadas nas emissoras de rádio do país.

1937
Leonor Walter, 20, casa-se com João Augustinho Costin. Leonor é filha de Francisco Walter, o primogênito de Jorge Walter. Nessa época residia onde nasceu em 1917 e onde mora até hoje, em sua fazenda próxima à Campina do Amoral.


No dia 06 de maio entra no ar a a “Sociedade Bandeirante de Radio Difusao-PRH 9 – Radio Bandeirantes de São Paulo. “Mamãe eu quero” , de Jararaca, na interpretação de Carmen Miranda, fora o grande sucesso do carnaval e ainda liderava as paradas de sucesso no Brasil.

 Fale conosco | Colunas anteriores | Home