Silvaney Sauer Walter

Não se perca no tempo, hoje é  
Domingo, 17 de Dezembro de 2017  

MAIO -2004

ESTE SITE TAMBEM JA E COISA DO PASSADO, ESTA COMPLETANDO SEU PRIMEIRO ANIVERSARIO ESTE MES.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1971-Av. Cap. Índio Bandeira, centro da cidade. Em maio desse ano Louis Armstrong, o rei do jazz,  fazia, nos EUA, aos 71 anos,  aquelas que seriam suas ultimas apresentações, em terríveis condições físicas. Também nas terras de Tio Sam, morria em acidente aéreo o ator Audie Murphy, “mocinho” em faroestes dos anos 50 e 60.

 

2003

Entra no ar o site ”Viajando no Tempo”. Lançado na Usina do Conhecimento com a presença do prefeito Tauillo Tezelli o site reelembra antigos fatos de Campo Mourão, sempre relacionados a curiosidades históricas de todo o mundo. Na foto, sempre marcando presenca, o veterano jornalista Aroldo Tissot.


Governo Lula e esperança no Brasil com o “Projeto Fome Zero”. O novo presidente encanta o mundo por sua simplicidade e honestidade, qualidades tao raras nos meios politicos.

1994
Em 15 de maio deixa de funcionar o Cine Plaza de Campo Mourão.  O último filme exibido foi “O Anjo Malvado”. Era o último cinema da região que ainda estava aberto.  Com mais de 1500 lugares foi inaugurado em 1964, deixando de funcionar em 1966 por seis meses devido a um grande incêndio. Campo Mourão teve também o Cine Mourão, que funcionou de 1952 a 1964, o Cine Império de 1955 a 1974 e o Cine Argus, no Lar Paraná,  entre 1966 e 1967.


O piloto brasileiro de Fórmula Um Ayrton Senna morre em pleno Grande Prêmio de San Marino, na Itália, quando perdeu o controle de sua Williams, aparentemente por quebra da barra de direção e bateu a mais de 200 km/ h na curva Tamburello.

1992
Rádio Musical FM começa a transmitir em caráter experimental. É a quarta emissora de rádio a funcionar em Campo Mourão.


Pedro Collor  começa a disparar denúncias contra o seu irmão, o presidente Fernando Collor. Sua mãe, Leda Collor o afasta da direção das empresas da família, em Alagoas.

1990
Ângela Maria, 61, a mais popular cantora brasileira de todos os tempos,  apresenta-se no Clube Mourãoense,  no Baile das Rosas.


“Pensa em Mim” com a dupla sertaneja Leandro e Leonardo é a música mais executadas nas rádios de todo o país. Virou uma espécie de trilha-sonora do “inesquecível” governo Collor, principalmente pelo fato da dupla apoiar o presidente até seus últimos instantes, assim como Chitãozinho e Xororó. Curioso que não foram banidos da mídia como Os Incríveis, Dom e Ravel e Wilson Simonal nos anos 70, depois de apoiarem o governo Médici.

1975
*Cine Império de Campo Mourão deixa de funcionar, depois de 21 anos de atividades

* Idevalci Ferreira Maia, o professor Idê, chega a Campo Mourão, para implantar um projeto de handebol na cidade.


“Escalada” era a novela da Rede Globo das 08 da noite, mostrando a saga de algumas pessoas por três décadas.

1974
O Prefeito Renato Fernandes Silva se licencia por 20 dias para visitar o Japão, assumindo o vice Íris Mazzuchetti (foto).


-O Cantor grego Demmis Roussos apresenta-se no Brasil.

1970

Enquanto a jovem Elizabel Frossard era eleita Miss Campo Mourão, o cantor e ídolo da Jovem Guarda Antônio Marcos apresentava-se no Cine Plaza (foto). Ele estava no auge de seu sucesso com os  cinemas do Rio e de São Paulo exibindo  “Pais Quadrados, Filhos Avançados”, interpretado pelo mesmo, e estava nas paradas de sucesso  com “Se Eu Pudesse Conversar com Deus” e “Menina de Trança”. E já namorava a cantora Vanusa.



*Os Beatles eram sucesso com “Let it Be”, seu ultimo disco, lançado após a noticia da dissolução do conjunto, a mais fabulosa maquina de sucessos já produzida. Ate hoje, ninguém fez tanto sucesso em tão pouco tempo.

1969
Em 08 de Maio é fundado o Rotary Club de Campo Mourão.



Johnny Rivers era sucesso no Brasil com “Do You Wanna Dance?”

1968
O novo Ginásio João de Oliveira Gomes começa a funcionar, ainda sem ser inaugurado oficialmente. Estadualizado em 1960 e ministrando desde 1966, o Ensino Secundário de 1. e 2. Ciclo, o Ginásio ainda funcionava em prédio particular, construído por Ephigênio José Carneiro em 1955, próximo ao Lar Paraná. Desde 1963 seu diretor era o Professor Egydio Martelo. Sua inauguração oficial se daria no mesmo ano, no aniversário da cidade, quando da visita do então governador Paulo Pimentel.Em 29 de maio, quando o professor Egydio Martelo completava 38 anos , recebeu de presente, dos estudantes e comunidade, em praça pública, um fusca (repetindo-se o que havia sido feito no ano anterior com o ex-prefeito Milton Luiz Pereira) . Na mesma data, em solenidade da Câmara Municipal, foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Campo Mourão.



-Leno, que fez dupla com Lílian nos anos de 1966 e 67, agora sozinho, era sucesso em todo o pais com “A Pobreza”, que se tornaria mais um dos grandes “hits’ da Jovem Guarda

1967
Willie Bathke Jr. e Anísio Morais, ambos com 27 anos, começam a trabalhar na Rádio Difusora Colméia, apresentando as 11h45m o  programa “Colméia nos Esportes”, cobrindo a equipe da Mourãoense. O programa era apresentado logo após “O Assunto é o Disco”, com Rodrigues Correia. A idéia do programa partiu de Adinor Cordeiro, o “Jibóia” , quando este entrevistava Getúlio Ferrari em seu programa “Nos Braços da Saudade”.



Wanderley Cardoso liderava as paradas de sucesso brasileira com “O Bom Rapaz”

1965
-Grupo de mourãoenses desloca-se para Maringá para assistir a uma exibição do Santos de Pelé. O rei marcou dois gols, e o bicampeão mundial venceu o Grêmio de Maringá pelo incrível placar de 11 x 1.

-Na cidade vizinha de Peabiru era reinaugurado o Cine Vera, o mais antigo cinema da região.  Em funcionamento desde o final de 1949, agora estava com dois pavimentos e 600 lugares. Nessa época também eram comum mourãoenses irem a Peabiru assistirem a um filme no cinema.



O jovem Roberto Carlos, 22,  era sucesso com “O Calhambeque”.

1964
Inaugurada a Igreja N.S. do Caravággio, no Lar Paraná.



Enquanto os militares eram empossados no poder, a jovem italiana Rita Pavone liderava as paradas de sucesso por aqui com "Datemi un Martelo".

1956
Instalada a Coletoria Federal em Campo Mourão, com o  primeiro corretor sendo o sr. Miguel Gean.



-"Terrivel como o Inferno", producao norte-americana de 1955 era sucesso nos cinemas brasileiros, retratando a vida do idolo cinematografico Audie Murphy. Murphy era conhecido pelos filmes de faroeste e interpretava a si mesmo na "pelicula" que o retratava como um heroi na Segunda Guerra.

1954
-SAB 01*Volta a circular o jornal, de Nelson Bittencourt do Prado, agora “Correio do Noroeste”, que entre 1951 e 1952 se chamava “Correio de Campo Mourão”, agora instalado em oficina própria.

-Morria  aos 52 anos o líder  político da cidade Francisco F. Albuquerque. Ele estava em Curitiba, numa convenção, quando foi baleado por acidente, dentro de um ônibus



Astros e estrelas do cinema brasileiro posam em praia carioca para a revista Cinelândia, em fotos coloridas.

1953
Em 02 de maio, “Ato Lírico Musical” , com entrada franca, acontece no Cine Mourão, as 20h30, com a presença do renomado L. Romanovsky, entre outros músicos. O evento foi organizado pelo advogado e jornalista Nelson Bittencourt do Prado.



Rita Hayworth e capa da revista “Silver Screen”.

1951
Alfredo Ferrari e família chegam a Campo Mourão, vindos de Carazinho-RS.


“Sereia de Copacabana”, com Jorge Goulart era uma das canções mais executadas nas rádios do Brasil.

1949
O Bioquímico alemão Karl Boenig (Dr. Carlos), 51, volta para a zona urbana  de Campo Mourão. Esteve por alguns anos no início dos anos 40 na pensão de Anita Albuquerque.  Agora, casado com Laura de Paula Xavier, 24, e com o menino Cláudio de Paula Xavier, 2/3. Eles estavam residindo há três anos em Mamborê.


Era criada a República Federal da Alemanha, com capital em Bonn. Das cinzas da Alemanha nazista começava a se formar um novo país, que seria conhecido como Alemanha Ocidental.

1944
Jose Luiz Arana, 20, único fotógrafo de Campo Mourão, casa-se com Halina Zaleski, filha de Eugênio e Sofia Zaleski.


“Está Chegando a Hora” , com Carmen Costa, era uma das canções mais executadas no país.

1941
Miguel Scharan, 38, é nomeado pelo Interventor Manoel Ribas, Juiz de Paz de Campo Mourão, pelo decreto 11.441



“A Dama das Camélias” , com Francisco Alves, e uma das músicas mais executadas nas emissoras de rádio do país, como a Nacional e a Mayrink Veiga, do Rio de Janeiro.

1937
Leonor Walter, 19/20, casa-se com João Augustinho Costin. Leonor é filha de Francisco Walter, o primogênito de Jorge Walter.


“Mamãe eu quero” , de Jararaca, na interpretação de Carmen Miranda, fora o grande sucesso do carnaval e ainda liderava as paradas de sucesso no Brasil.

VIAJANDO NO TEMPO - MAIO


 Fale conosco | Colunas anteriores | Home