Silvaney Sauer Walter

Não se perca no tempo, hoje é  
Domingo, 17 de Dezembro de 2017  

MAIO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1983- Renato Javorski, o “Tico-Tico” do rádio mourãoense,  lançava a primeira edição do “Arquivo Policial”.  Há 22 anos atrás o tráfico de drogas ainda estava longe do submundo do crime em nossa região. Nas paradas de sucesso das então modernas rádios FMs, “Você Não Soube Me Amar”, com o grupo “Blitz”, começava a dar lugar para “Menina Venino” com o inglês Ritchie, que morava no Brasil há vários anos.

 

2003

Entra no ar o site ”Viajando no Tempo”, reelembrando antigos fatos de Campo Mourão e do mundo.



Britney Spears se firmava como a principal cantora pop teen  norte-americana, sucedendo a Madonna.

2001
Criada a Academia Mourãoense de Letras.


Jaime Lerner governava o Paraná e Fernando Henrique Cardoso era o presidente brasileiro. Com apoio da maior parte da mídia, seguiam com seus programas de privatização. Há quem tenha saudades...

1994
Em 15 de maio deixa de funcionar o Cine Plaza de Campo Mourão.  O último filme exibido foi “O Anjo Malvado”. Era o último cinema da região que ainda estava aberto.  Com mais de 1500 lugares foi inaugurado em 1964, deixando de funcionar em 1966 por seis meses devido a um grande incêndio. Campo Mourão teve também o Cine Mourão, que funcionou de 1952 a 1964, o Cine Império de 1955 a 1974 e o Cine Argus, no Lar Paraná,  entre 1966 e 1967.


O piloto brasileiro de Fórmula Um Ayrton Senna morre em pleno Grande Prêmio de San Marino, na Itália, quando perdeu o controle de sua Williams, aparentemente por quebra da barra de direção e bateu a mais de 200 km/ h na curva Tamburello.

1992
Rádio Musical FM começa a transmitir em caráter experimental. É a quarta emissora de rádio a funcionar em Campo Mourão.


Pedro Collor  começa a disparar denúncias contra o seu irmão, o presidente Fernando Collor. Sua mãe, Leda Collor o afasta da direção das empresas da família, em Alagoas.

1990
Ângela Maria, 61, a mais popular cantora brasileira de todos os tempos,  apresenta-se no Clube Mourãoense,  no Baile das Rosas.


“Pensa em Mim” com a dupla sertaneja Leandro e Leonardo é a música mais executadas nas rádios de todo o país. Virou uma espécie de trilha-sonora do “inesquecível” governo Collor, principalmente pelo fato da dupla apoiar o presidente até seus últimos instantes, assim como Chitãozinho e Xororó. Curioso que não foram banidos da mídia como Os Incríveis, Dom e Ravel e Wilson Simonal nos anos 70, depois de apoiarem o governo Médici.

1975
*Cine Império de Campo Mourão deixa de funcionar, depois de 21 anos de atividades.

*Idevalci Ferreira Maia, o professor Idê, chega a Campo Mourão, para implantar projeto de handebol na cidade.


O galã global Francisco Cuoco havia gravado uma música e estava nas paradas de sucesso:  “Soleado”

1974
O Prefeito Renato Fernandes Silva se licencia por 20 dias para visitar o Japão, assumindo o vice Íris Mazzuchetti (foto).


-O Cantor grego Demmis Roussos apresenta-se no Brasil.

1970
Enquanto a jovem Elizabel Frossard era eleita Miss Campo Mourão, o cantor e ídolo da Jovem Guarda Antônio Marcos apresentava-se no Cine Plaza. Ele estava no auge de seu sucesso com os  cinemas do Rio e de São Paulo exibindo  “Pais Quadrados, Filhos Avançados”, interpretado pelo mesmo, e estava nas paradas de sucesso  com “Se Eu Pudesse Conversar com Deus” e “Menina de Trança”. E já namorava a cantora Vanusa.


*A Seleção Brasileira de futebol já se encontrava no México para a Copa que se iniciaria no próximo mês, e na revista “Placar” n. 10  o ex-técnico João Saldanha acreditava no favoritismo da seleção inglesa.

1969
Em 08 de Maio é fundado o Rotary Club de Campo Mourão.


A cantora francesa Sylvie Vartan era sucesso no Brasil com “La Maritza”.

1968
Em maio de 1968 o novo Ginásio João de Oliveira Gomes começa a funcionar, ainda sem ser inaugurado oficialmente. Estadualizado em 1960 e ministrando desde 1966, o Ensino Secundário de 1. e 2. Ciclo, o Ginásio ainda funcionava em prédio particular, construído por Ephigênio José Carneiro em 1955, próximo ao Lar Paraná. Desde 1963 seu diretor era o Professor Egydio Martelo. Sua inauguração oficial se daria no mesmo ano, no aniversário da cidade, quando da visita do então governador Paulo Pimentel.Em 29 de maio, quando o professor Egydio Martelo completava 38 anos , recebeu de presente, dos estudantes e comunidade, em praça pública, um fusca (repetindo-se o que havia sido feito no ano anterior com o ex-prefeito Milton Luiz Pereira) . Na mesma data, em solenidade da Câmara Municipal, foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Campo Mourão.


Enquanto os estudantes franceses faziam a maior manifestação já vista pedindo reformas e parando o país, no Brasil o ídolo Roberto Carlos, 27, casava-se  com Nice em Santa Cruz de La Sierra, na Bolivia. Em seguida, rumava para a Itália defender a canção “Eu Disse Adeus” no Festival de Veneza.

1967
Willie Bathke Jr. e Anísio Morais, ambos com 27 anos, começam a trabalhar na Rádio Difusora Colméia, apresentando as 11h45m o  programa “Colméia nos Esportes”, cobrindo a equipe da Mourãoense. O programa era apresentado logo após “O Assunto é o Disco”, com Rodrigues Correia. A idéia do programa partiu de Adinor Cordeiro, o “Jibóia” , quando este entrevistava Getúlio Ferrari em seu programa “Nos Braços da Saudade”.



Os Beatles eram capa da revista “Manchete”.

1965
-Grupo de mourãoenses desloca-se para Maringá para assistir a uma exibição do Santos de Pelé. O rei marcou dois gols, e o bicampeão mundial venceu o Grêmio de Maringá pelo incrível placar de 11 x 1.

-Na cidade vizinha de Peabiru era reinaugurado o Cine Vera, o mais antigo cinema da região.  Em funcionamento desde o final de 1949, agora estava com dois pavimentos e 600 lugares. Nessa época também eram comum mourãoenses irem a Peabiru assistirem a um filme no cinema.



TV Record lançava no Brasil a série norte-americana “Viagem ao Fundo do Mar”,  domingo à noite, logo após o programa de Hebe Camargo.

1964
Inaugurada a Igreja N.S. do Caravággio, no Lar Paraná.


*Os Beatles começavam a despontar nas paradas brasileiras com “I Want To Hold Your Hand”.

1956
Instalada a Coletoria Federal em Campo Mourão. O primeiro Corretor seria o sr. Miguel Gean.



Propaganda da época dos Cigarros Lincoln.

1954
-Morria  aos 52 anos o líder  político da cidade Francisco F. Albuquerque. Ele estava em Curitiba, numa convenção, quando foi baleado por acidente, dentro de um ônibus.

*Em 01 de maio volta a circular o jornal de Nelson Bittencourt do Prado, agora “Correio do Noroeste”, que entre 1951 e 1952 se chamava “Correio de Campo Mourão”.  Dessa vez é instalado em oficina própria.



Bing Crosby,  completava 50 anos. Era o mais popular cantor norte-americano, recordista de vendas nos anos 30 e 40. Com cerca de 400 milhões de discos vendidos, até hoje só foi ultrapassado por Elvis Presley e pelos Beatles.

1953
Em 02 de maio acontece “Ato Lírico Musical” , com entrada franca, no Cine Mourão, as 20h30, com a presença do renomado L. Romanovsky, entre outros músicos. O evento foi organizado pelo advogado e jornalista Nelson Bittencourt do Prado.



A bela Jean Peters era capa da revista “Cinelândia”.

1951
Alfredo Ferrari e família chegam a Campo Mourão, vindos de Carazinho-RS.


Luiz Gonzaga, o rei do baião, era sucesso nas rádios brasileiras com “Assum Preto”.

1949
O Bioquímico alemão Karl Boenig (Dr. Carlos), 51, volta para a zona urbana  de Campo Mourão. Esteve por alguns anos no início dos anos 40 na pensão de Anita Albuquerque.  Agora, casado com Laura de Paula Xavier, 24, e com o menino Cláudio de Paula Xavier, 2/3. Eles estavam residindo há três anos em Mamborê.



“Tarzan e as Sereias” , com Johnny Weismuller, era sucesso nos cinemas brasileiros.

1944
Jose Luiz Arana, 20, único fotógrafo de Campo Mourão, casa-se com Halina Zaleski, filha de Eugênio e Sofia Zaleski.


Hitler autorizava a  retirada total alemã da URSS. Ao invés de atacar, a Alemanha começava a se defender. No Brasil, pelas ondas curtas da Rádio Nacional podia-se ouvir o popular programa de calouros “A Hora do Pato”

1941
Miguel Scharan, 38, é nomeado pelo Interventor Manoel Ribas Juiz de Paz de Campo Mourão, pelo decreto 11.441


“A Dama das Camélias” , com Francisco Alves, era uma das músicas mais executadas nas emissoras de rádio do país.

1937
Leonor Walter, 19/20, casa-se com João Augustinho Costin. Leonor é filha de Francisco Walter, o primogênito de Jorge Walter. Ainda hoje, em maio de 2005, Leonor reside no mesmo local onde nasceu, em 1917, próximo à Campina do Amoral.


-“Mamãe eu quero” , de Jararaca, na interpretação de Carmen Miranda, fora o grande sucesso do carnaval e ainda liderava as paradas de sucesso no Brasil.

VIAJANDO NO TEMPO - MAIO


 Fale conosco | Colunas anteriores | Home